Trabalhar Nos Estados Unidos: 7 Coisas Que Você Precisa Saber

Booking.com

Sei que nem todo mundo tem vontade ou coragem de morar fora do país, mas sei também que aqueles que já pensaram nisso pelo menos uma vez na vida, cogitaram trabalhar nos Estados Unidos e proporcionar uma vida melhor para si e sua família.

Minha intensão nesse post é te contar alguns pontos importantes sobre trabalhar nos Estados Unidos.

Saber disso tudo que vou te contar antes de juntar as malas é muito importante.

Bora lá?

7 fatos sobre trabalhar nos Estados Unidos

1 – Pagamento

trabalhar nos Estados Unidos - trabalhar nos EUA - morar nos eua - dinheiro

Nos EUA não se fala em trabalhar por mês, como acontece no Brasil. Aqui se trabalha por hora, por dia ou por serviço. Por exemplo:

  • Hora: Você trabalha para um restaurante e ele paga $10.00/hora pelo seu serviço.
  • Dia: Você trabalhar para uma empresa de faxina e junto com uma pessoa/equipe, vocês limpam 3 a 5 casas em um único dia e a empresa te paga $100.00/dia, independente de você ter limpado 3 ou 5 casas.
  • Serviço: Você trabalha por conta própria limpando casa, o valor que receberá será o acordado para limpar aquela determinada casa, considerando tamanha e situação da casa. Não importa quanto tempo ficará nela, o preço será um só.

Quem trabalha para empresas, normalmente recebe quinzenalmente e não mensalmente como estamos acostumados.

2 – Vale transporte, Refeição, FGTS e acerto

Empresas nos Estados Unidos não pagam VT, VR e FGTS. Cada funcionário arca com suas próprias despesas.

É claro que tem algumas exceções, por exemplo, em alguns restaurantes eles oferecem comida aos funcionários e algumas empresas pegam os funcionários em pontos estratégicos para levar ao trabalho.

De modo geral, não conte com isso!

FGTS nem se fala… se não fizer suas próprias economias e for demitido, sairá com uma mão na frente e outra atrás… só para constar, não existe acerto. Você receberá apenas os dias trabalhados e um muito obrigado!  :mrgreen:

3 – Férias

trabalhar nos Estados Unidos - trabalhar nos EUA - morar nos eua - férias

Outra coisa que não existe aqui são férias remuneradas, pois as empresas não são obrigadas à pagar os dias que você não trabalhou.

Cada empresa tem suas próprias políticas em relação à esse assunto. O que acontece em algumas empresas é que elas fazem das férias um benefício, por exemplo:

  • Se você trabalhar aqui na empresa NOME FICTÍCIO LLC por um ano, terá direito à uma semana de descanso remunerado; ou
  • A partir do segundo ano, terá direito à duas semanas de descanso remunerado (mesmo assim nesse caso, geralmente não são duas semanas consecutivas).

Que fique claro, 30 dias de férias remuneradas aqui é algo para alguém que trabalha muitos anos em uma boa empresa que ofereça esse tipo de “benefício”.

Acho que nem preciso comentar sobre o 1/3 de férias né?! 😆 Ok, só para não falarem que eu não falei, não existe 1/3 de férias.

4 – Folga na semana

Você pode até ter folga na semana, afinal alguns lugares nem abrem determinados dias mas… as folgas não são remuneradas.

Trabalhou, recebeu, não trabalhou, … complete a frase. rssss

5 – Atestado médico

Como disse no item anterior, se você não trabalhar não vai receber, simples assim, isso vale para quem tem atestado médico.

UMA BREVE PAUSA...

ESTÁ GOSTANDO DO POST?! ENTÃO DEIXE SEU NOME E EMAIL PARA RECEBER AS NOVIDADES DO BLOG!

CONTINUANDO...

Algumas empresas também usam disso como um benefício, por exemplo, a cada ano de trabalho você tem direito de faltar até três dias por razões de doença.

Novamente, elas não são obrigadas a fazer isso, por isso é tratado como benefício.

De qualquer maneira, você precisará notificar a empresa que está doente para não correr o risco de perder o emprego.

6 – Profissão

trabalhar nos Estados Unidos - trabalhar nos EUA - morar nos eua

Muitas pessoas que querem vir morar nos EUA especialmente aquelas que tem diploma, ficam na dúvida se o mercado está bom ou não para a área delas aqui.

Minha pergunta é, com seu visto você terá autorização para trabalhar?

Acontece que se você não tem documentação para trabalhar nos EUA, ou seja, se está vindo como turista/estudante para ficar, não poderá trabalhar na sua área, independente de qual formação tenha no Brasil.

As pessoas precisam entender que se elas não tem essa autorização precisarão se contentar no subemprego e trabalhar fazendo entrega, faxina, construção, etc. Esse tipo de trabalho muitas vezes não exige documentação, é como se fosse trabalhar no Brasil sem carteira assinada.

Claro que se for manicure, cabeleiro, jardineiro, essas coisas que podem ser feitas por conta própria, de casa em casa, é outra história… aí sim pode ser que consiga seguir em sua área.

Para quem pretende estudar nos EUA, vale saber que alguns cursos dão a autorização de trabalho depois de um tempo de estudo com o objetivo de estágio. Ainda assim, tem um limite de tempo para estagiar.

7 – Inglês

Já vi e não foi só uma vez o pessoal falando no Youtube que não precisa de inglês para trabalhar nos Estados Unidos… Na boa?! Não caia nessa.

Pode ser que você dê sorte de arrumar trabalho numa empresa que só tenha brasileiros, mas como disse, isso é sorte.

Não é preciso ter um inglês avançado, mas pelo menos um inglês básico para se comunicar é essencial. Afinal você precisará entender o que as pessoas estão pedindo e tals.

Conclusão sobre trabalhar nos Estados Unidos

Enquanto escrevo esse post percebo o quanto somos mal acostumados no Brasil. 😯

Começar uma nova vida nos EUA requer antes de mais nada muita humildade, pois literalmente terá que começar do zero.

Para aquelas pessoas que tem essa humilde e além disso são trabalhadoras, o país será uma maravilha, pois elas trabalharão e verão o fruto do trabalho, coisa que é muito difícil no Brasil.

Já aquelas que são ruins de serviço deixo meu alerta, não venha!!! Trabalhar nos Estados Unidos não é pra quem gosta de mamata.

Esse post pode ser útil para mais alguém, seja legal e compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

10 comments

  1. Mariana, o que você me diz sobre a profissão de cozinheiro para imigrantes ilegais? É comum? Tenho chances de conseguir emprego nessa área?

    1. Oi Guilherme! Sendo sincera, não sei. Mas acredito que seja difícil chegar já trabalhando nessa profissão. Talvez vc tenha que começar pequeno no restaurante até conseguir a oportunidade de mostrar seu potencial. Ou então você pode tentar trabalhar por conta própria. Boa sorte!!!

    1. Oi Rogério!

      Pela lei, você pode abrir uma empresa como turista. Teoricamente, você não pode trabalhar nela (o que não acontece na prática na maioria das vezes).

      Contudo, a empresa em si não é garantia de nada, infelizmente.

      Pode ser que no futuro, dependendo de quanto ela crescer e de quanto emprego ela gerar, você consiga algum benefício.

      O ideal é entrar em contato com um contador ou advogado para te dar informações mais detalhadas.

      Boa sorte!!!

  2. Olá, sendo breve… vamos supor que eu consiga um visto de trabalho de 1 ano e durante esse período eu obtenha uma driver licence na Califórnia. Então eu compre um carro e faça o cadastro para trabalhar na Uber. Será que a partir daí eu consigo visto de trabalho, trabalhando para a Uber? Após transcorrido 5 anos, poderia eu solicitar visto permanente?

    1. Oi Will!

      Deixa eu ver se entendi…

      Você quer arrumar uma empresa para te patrocinar e depois de um ano pedir demissão para trabalhar na Uber? É isso?

      Você quer saber se poderá transferir a autorização de trabalho de uma empresa para outra?

      Você está ciente de que a empresa precisa pagar pelo seu visto?

      Até onde sei, o Uber não oferece visto de trabalho para os drivers. Até porque os drivers são considerados autônomos e não funcionários.

      Inicialmente não sei se é possível transferir a autorização de trabalho de uma empresa para outra, mas me responde essas 3 perguntas que deixei para esclarecer e daí posso dar uma pesquisada para você.

      Boa sorte!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *